Catolicismo Romano
Associação Madre Cabrini
Chiesa Cattolica Italiana
Provincia di Roma
Santuario D’ Oropa – Biella – Italia
Provincia di Biella
AS GRANDES DATAS DO PONTIFICADO DO PAPA JOÃO PAULO II PDF Imprimir E-mail
Seguem as datas mais importantes do pontificado de João Paulo II, iniciado em 1978:

- 16 de outubro de 1978: eleição de Karol Wojtyla, primeiro Papa polonês da história da Igreja, que adota o nome de João Paulo II. Sucedeu ao Papa João Paulo I, que morreu com apenas 33 dias de pontificado.

- 3 janeiro de 1979: A Santa Sé e o governo espanhol assinam acordos no Vaticano que regulamentam as relações entre a Igreja e o Estado na Espanha pós-Franco.

- 25 de janeiro de 1979: primeira viagem de João Paulo II fora da Itália. É recebido triunfalmente na República Dominicana e México. Nos próximos anos, realiza 80 viagens ao exterior.

- 14 de março de 1979: lança a primeira encíclica "Redemptor hominis" sobre a dignidade do homem.

- 30 de junho de 1979: primeiro consistório para a nomeação de 13 novos cardeais. A identidade de um deles não é divulgada.

Depois do consistório de 1981, supõe-se que se tratava do bispo de Xangai, monsenhor Gong Pin-mei.

- 29 de setembro de 1979: João Paulo II fala da Tribuna das Nações Unidas em Nova York.

- 30 de novembro de 1979: primeiro encontro entre o Papa e o chefe da Igreja Ortodoxa de Constantinopla, Dimitrios 1, no final da visita de João Paulo II à Turquia.

- 2 de junho de 1980: primeira visita triunfal do Papa à Polônia, dois anos depois de sua eleição. No dia 7 de junho, João Paulo II reza no campo de concentração nazista de Auschwitz (sul da Polônia).

- 30 de junho de 1980: primeira visita ao Brasil, onde percorreu 13 cidades em 12 dias.

- 13 de maio de 1981: o Papa é vítima de um atentado. O terrorista turco Mehmed Ali Agca dispara contra o Sumo Pontífice e acerta três tiros no abdômen, na mão esquerda e no braço direito. Cogita-se a hipótese de um complô dos serviços secretos dos países do Leste. Os muçulmanos radicais turcos, grupo do qual Mehmed Ali Agca faz parte, também são acusados.

- 15 de setembro de 1981: encíclica "Laborem exercens" (O trabalho se exerce), consagrada aos trabalhadores e ao sindicalismo.

- Maio-junho 1982: o Papa visita a Grã-Bretanha e depois Buenos Aires para tentar deter o conflito das Malvinas. Faz segunda sua visita ao Brasil.

- 25 de janeiro de 1983: o Papa assina o novo código de direito canônico (lei interna da Igreja), que substitui o de 1919. Foram necessários vinte anos para formular o novo código.

- 4 de março de 1983: o Papa é vaiado por ativistas sandinistas (marxistas) durante uma visita à Nicarágua.

- 16 de junho de 1983: o Papa visita pela segunda vez seu país natal e desafia o estado de sítio decretado pelo regime comunista polonês.

- 28 de dezembro de 1983: o Papa vai visitar seu agressor, Mehmed Ali Agca, na prisão de Roma.

- 12 de junho de 1984: visita do Papa ao Conselho Ecumênico das Igrejas (COE) em Genebra.

- 29 de novembro de 1984: assinatura no Vaticano do Tratado de Paz entre a Argentina e o Chile, concluído graças à mediação da Santa Sé.

- 19 de fevereiro de 1985: o primeiro-ministro israelense Shimon Peres visita o Papa.

- 27 de fevereiro de 1985: o ministro soviético de Assuntos Exteriores, Andrei Gromyko, é a maior autoridade soviética a visitar o pontífice.

- 2 de julho de 1985: encíclica "Slavorum Apostoli" (Os apóstolos dos Escravos). Apelo a favor da liberdade religiosa.

- 3 de fevereiro de 1986: o Papa se encontra com a Madre Teresa de Calcutá.

- 13 de abril de 1986: pela primeira vez, o Papa visita uma sinagoga. Um fato histórico que acontece em Roma.

- 18 de maio de 1986: encíclica "Dominum et vivificantem" (É o Senhor e dá a vida), consagrada à defesa da fé contra o materialismo.

- 27 de outubro de 1986: jornada mundial da oração pela paz em Assis, com a participação das autoridades de todas as Igrejas das religiões do mundo inteiro.

- 8 de janeiro de 1987: primeiro embaixador dos Estados Unidos no Vaticano, depois do estabelecimento das relações diplomáticas.

- 7 de dezembro de 1987: declaração comum do Papa e do chefe da Igreja Ortodoxa de Constantinopla sobre o diálogo ecumênico.

- 28 de junho de 1988: aprovação da nova Constituição que reforma a Cúria Romana.

- 11 de outubro de 1988: visita do papa ao Parlamento Europeu de Estrasburgo.

- 27 de setembro de 1988: carta apostólica "Mulieris dignitatem" sobre a dignidade da mulher.

- 1 de dezembro de 1989: Mikhail Gorbachov vai ao Vaticano. Primeiro encontro entre o chefe da Igreja Católica e o líder soviético.

- 6 de março de 1991: cúpula no Vaticano de eclesiásticos e presidentes das conferências episcopais afetados pela Guerra do Golfo.

- 4 de abril de 1991: consistório extraordinário consagrado às "ameaças contra a vida humana", entre elas o aborto.

- 1 de maio de 1991: encíclica "Centesimus annus", por ocasião do centenário de Leão XIII; "Rerum novarum", a primeira grande encíclica católica sobre as questões sociais.

- 15 de agosto de 1991: mais de um milhão de jovens se reúnem com o Papa em Czestochowa (Polônia) para a Jornada Mundial da Juventude.

- 12 de outubro de 1991: terceira visita ao Brasil, quando beatificou Madre Paulina.

- 12 de julho de 1992: João Paulo II operado de um tumor benigno no intestino.

- 9 de maio de 1993: o Papa visita Agrigento (Sicília) e faz um discurso contra a máfia.

- 6 de agosto de 1993: encíclica "Veritatis splendor" (O esplendor da verdade) que reafirma as posições tradicionais da Igreja Católica sobre as questões morais e éticas.

- 4-10 de setembro de 1993: o Papa vai pela primeira vez à ex-União Soviética para visitar a Lituânia, Letônia e Estônia.

- setembro de 1993: a Santa Sé estabelece relações diplomáticas com o México.

- 16 de outubro de 1993: o Papa se encontra com Alexandre Soljenitsyne.

- 11 de novembro de 1993: o Papa foi hospitalizado de novo devido a uma fratura e uma luxação no ombro direito.

- 30 de dezembro de 1993: assinatura de um importante acordo entre a Santa Sé e Israel, primeiro ato jurídico entre os dois Estados.

- 29 de abril de 1994: nova hospitalização do Papa com uma fratura no fêmur direito, depois de uma queda no banho.

- 29 de setembro de 1994: apresentação das credenciais do primeiro embaixador de Israel no Vaticano.

- 25 de outubro de 1994: estabelecimento das relações oficiais entre a Santa Sé e a OLP.

- 10 de novembro de 1994: o Papa assina a Carta Apostólica Tertio Millennio Adveniente (Pela chegada do Terceiro Milênio) com as indicações para o Grande Jubileu do ano 2000.

- janeiro de 1995: em Manila, por ocasião do Dia Mundial da Juventude, o Papa foi aclamado por quatro milhões de pessoas, o maior público de uma cerimônia do seu pontificado.

- 25 de março de 1995: encíclica "Evangelium vitae" (O Evangelho da vida), que condena veementemente o aborto e a eutanásia.

- 16 de setembro de 1995: João Paulo II se reúne com Nelson Mandela em Johannesburgo, África do Sul, país que não quis visitar enquanto vigorou o regime de segregação racial.

- 23 de fevereiro de 1996: o Papa publica a constituição apostólica "Universi Dominici gregis", que reforma as regras do conclave para a eleição de pontífice.

- 7 de outubro de 1996: João Paulo II é hospitalizado com apendicite.

- 24 de agosto de 1997: João Paulo II preside as Jornadas Mundiais da Juventude no hipódromo de Longchamp de Paris, aclamado por milhares de jovens de todo o mundo.

- 02 de outubro de 1997: quarta viagem ao Brasil.

- 22 de janeiro de 1998: João Paulo II se encontra com Fidel Castro em Cuba.

- 12 de março de 1998: o Papa assina o documento "Lembremos: uma reflexão sobre o Holocausto"

- 14 de setembro de 1998: o Papa assina a última encíclica "Fides et ratio" (A fé e a razão) sobre as relações entre a fé e a razão.

- 5 a 17 de junho de 1999: última visita à Polonia e a viagem mais longa fora da Itália: permaneceu 13 dias fora do Vaticano e visitou 20 cidades.

- 24 de dezembro de 1999: o Papa abre a Porta Santa da Basílica de São Pedro, inaugurando assim o Jubileu do Ano 2000.

- 15 de fevereiro de 2000: o Papa assina um acordo histórico com os palestinos, que oficializa as atividades da Igreja Católica nos territórios autônomos.

- 12 de março de 2000: em uma cerimônia de "autopurificação" sem precedentes na história do catolicismo, João Paulo II pede "perdão" a Deus pelos pecados cometidos no passado pelos católicos contra os judeus.

- 20 a 26 de março de 2000: histórica visita do Papa à Jordânia e Terra Santa (Israel e Territórios palestinos) 26 anos depois da de Paulo VI, seguindo os passos de Moisés e Cristo. Um mês antes, João Paulo II tinha visitado o Monte Sinai, onde, segundo a Bíblia, Moisés recebeu as tábuas de leis.

- 12 a 13 de maio de 2000: o Papa revela o mistério de Fátima em Portugal.

- 5 a 9 de maio de 2001: peregrinação do Sumo Pontífice pelo caminho de São Paulo na Grécia, Síria e Malta.

- 23 a 27 de junho de 2001: polêmica viagem à Ucrânia, marcada pelas discordâncias com o patriarcado de Moscou.

- 22 a 27 de setembro de 2001: primeira visita de um Sumo Pontífice a Armênia e Cazaquistão, antigas repúblicas soviéticas.

- 23 de julho a 3 de agosto de 2002: João Paulo II apela aos indígenas que protagonizem seu próprio destino durante sua visita ao México e Guatemala.

- 16 a 19 de agosto de 2002: oitava viagem à Polônia, consagrada a visitar locais vinculados a seu passado.

- Fevereiro de 2003: João Paulo II faz um apelo contra a resignação, afirmando que a guerra no Iraque "pode ser evitada". Recebe vários líderes mundiais e pede que façam todos os esforços possíveis para evitar uma guerra no Iraque.

- 22 de junho de 2003: João Paulo II pede perdão pelos crimes cometidos por membros da comunidade católica na Croácia e Bósnia, divididas por uma guerra sangrenta entre 1992 e 1995.

- 11 a 14 de setembro de 2003: difícil visita à Eslováquia de João Paulo II, visivelmente afetado pelo mal de Parkinson.

- 5 a 6 de junho de 2004: o Papa, ligeiramente recuperado, volta a viajar, à Suíça, sem poder levantar-se de seu trono com rodas.

- 14-15 de agosto 2004: João Paulo II faz uma peregrinação a Lourdes por ocasião do 150º aniversário da proclamação do dogma da Imaculada Concepção da Virgem Maria.

- 2 de abril de 2005: João Paulo II, que nasceu em uma pequena cidade perto da Cracóvia, no sul da Polônia, em 18 de maio de 1920, morre aos 84 anos.
 
< Anterior   Próximo >
Copyright © 2010 Catolicismo Romano | Powered by UNOPress