CREDO IN LATIN
Provincia di Biella
Provincia di Roma
Santuario D’ Oropa – Biella – Italia
Chiesa Cattolica Italiana
Associação Madre Cabrini
Catolicismo Romano
Enquete
O que você sabe sobre catolicismo romano?
 
Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks
ORAÇÃO COMEÇA COM ADORAÇÃO, COM A PROSTRAÇÃO, COM A CONTEMPLAÇÃO DA GRANDEZA E DO PURO LOUVOR PDF Imprimir E-mail

Oração começa com a adoração, com a prostração, com a contemplação da grandeza e do puro louvorVamos falar sobre a oração. E não de qualquer oração, e sim, daquela suscitada pelo Espírito de Deus em nós. A oração que começa com a adoração, a prostração, a contemplação da grandeza, da beleza e da majestade do nosso Deus; a oração de puro louvor e desinteressada. É evidente que nós fomos criados para o louvor e a nossa eternidade não consistirá em pedir coisas a Deus, mas em louvá-Lo e bendizê-Lo por ser Ele quem é e por tantos benefícios e por um amor divino que demonstra para cada um de nós.


Hoje damos um passo a mais e dizemos que também entra, no conjunto da oração cristã, o pedido porque na verdade, diante de Deus, nós somos aqueles que não são; nós somos eternos mendigos, nós somos pessoas que batem à Sua porta porque não temos nada.

A vida não depende de nós, o nosso futuro não está nas nossas mãos e, menos ainda, está nas nossas mãos o nosso relacionamento com Deus. Para onde iremos após a morte? De que é que necessitamos, verdadeiramente, para nos encaminharmos neste mundo para a eternidade? Estejam certos de uma coisa: nós fomos concebidos e queridos por Deus e nascemos para nos endereçarmos à vida eterna, não para sermos engenheiros, para sermos operários, para sermos trabalhadores, para sermos estudantes neste mundo; tudo isto tem a sua valia, tudo sito tem o seu tempo, mas tudo isto é meio, nada disto é fim, e nada disto é fim último. Nós viemos a este mundo para nos encaminhar à eternidade.

Mas agora, o que é que eu necessito para chegar à eternidade de Deus? Eu necessito de Sua palavra, eu necessito de Sua graça, eu necessito ser obediente, eu necessito ser humilde, eu necessito buscar o último lugar, eu necessito amar o próximo como a mim mesmo e estes devem ser os pedidos primeiros de quem reza; não saúde, não dinheiro, não bem estar material, não tranqüilidade.

Tudo isto é absolutamente secundário e quase que desnecessário. Ouçamos Jesus, busquemos em primeiro lugar o reino de Deus.

O resto será dado pela bondade de Deus como que por acréscimo. Aprendamos a rezar, mas ninguém se esqueça, a oração começa com pedido e invocação do Espírito de Deus para que Ele provoque em mim o que Deus quer ouvir de mim.

 
< Anterior   Próximo >
Copyright © 2010 Catolicismo Romano | Powered by UNOPress