Catolicismo Romano
Chiesa Cattolica Italiana
Santuario D’ Oropa – Biella – Italia
Associação Madre Cabrini
Provincia di Biella
Provincia di Roma
NASCIMENTO DE JESUS PDF Imprimir E-mail

 

No Evangelho de S. Lucas (Cap. 2), é onde se narra, com maiores detalhes, o nascimento de Jesus. José e Maria moravam numa casa, em Nazaré. José era carpinteiro- e, certamente, trabalhava. É fácil adivinhar que fizera um berço para o Menino que esperava.

Na época, os judeus eram dominados pelos romanos. César Augusto, imperador de Roma, ordena um recenseamento. Dai todos tiveram de se alistar, "cada um em sua cidade natal". Por isso, José e Maria foram a Belém - a Belém, que quer dizer "casa do pão".

Segundo as profecias, em Belém é que deveria nascer Aquele que veio para ser o alimento de nossas almas. Aquele que se definiu como: "o Pão Vivo descido do Céu", "o Pão da Vida", "o alimento de vida eterna".

Mas, em Belém, "não havia lugar para eles, nas estalagens". Por isso, Jesus nasceu no campo, numa gruta. Cercado por animais. Conforme fora predito: "O boi conhece o seu dono, e o jumento a manjedoura do seu senhor, mas Israel não me conheceu" (Is 1, 3).

Perto estavam uns pastores, quando perceberam que algo de extraordinário tinha acontecido. Apareceu-lhes um Anjo que lhes deu a boa nova: nascera o Salvador. E eles ouviram o canto celeste: "Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados"- isto é, a todos os homens.

Os pastores foram a Belém. A toda pressa, ao encontro do Salvador. A toda pressa, ao encontro de quem lhes anunciava a paz, do Único que nos pode dar a paz. Mas não só eles foram ao encontro de Jesus. S. Mateus (Cap. 2) fala sobre uns magos que viram no Oriente a sua estrela, e foram, também, adorá-lo. Conforme antiga tradição, eram três reis que observavam os astros e estudavam as Escrituras, sabendo, por isso, que chegara o tempo da salvação.

Aqueles reis, vendo no Menino um Rei maior, "prostrando-se, O adoraram". E ofereceram-lhe ouro, incenso e mirra". Ouro, reconhecendo-o como Rei; Incenso, como Deus; e Mirra, como a um homem mortal (pois, com bálsamo de mirra perfumam-se os cadáveres).

E os três reis acertaram. Ali estava o Salvador do mundo, o Menino-Deus que nascia para morrer - como homem - pelos pecados dos homens.Neste dia, Cristo manifesta-se, também, aos gentios (representados pelo magos), como se manifestara aos judeus (representados pelos pastores).

"Não há mais judeu nem gentio, todos são um em Cristo".

Quanto ao nascimento de Jesus, há ainda três maneiras de considerá-lo:

Na eternidade, no seio do Pai. "Tu és meu Filho, eu hoje te gerei" (Sl 2, 7);

Na terra, em Belém, quando "a eternidade entra no tempo", quando "o Verbo se fez Carne e habitou entre nós";

Em nós, pela graça, quando, como os pastores ou os reis magos, O aceitamos como Senhor. Que Ele encontre lugar em nossa inteligência e em nosso coração.

 
< Anterior   Próximo >
Copyright © 2010 Catolicismo Romano | Powered by UNOPress