Santuario D’ Oropa – Biella – Italia
Chiesa Cattolica Italiana
Provincia di Biella
Associação Madre Cabrini
Catolicismo Romano
Provincia di Roma
Papa Francisco recebe sobreviventes de terremotos na Itália PDF Imprimir E-mail
O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira (5), em uma audiência especial na sala Paulo V, milhares de famílias italianas que sofreram com a série de terremotos que atingiram a região central do país entre agosto e novembro do ano passado.   

Os fiéis vieram das dioceses de Rieti, Spoleto-Norcia e Ascoli Piceno, acompanhados por seus respectivos bispos, Domenico Pompili, Renato Boccardo e Giovanni D'Ercole.   

Antes de falar aos sobreviventes, o Pontífice ouviu o depoimento de um deles, Raffaele Testa, que perdeu todos os seus bens materiais, e o padre dom Luciano Avenatti, que ajuda na gestão de 18 centros de acolhimento na região de Úmbria.   

O sucessor de Bento XVI ouviu os depoimentos e fez questão de cumprimentar os grupos que foram ao Vaticano, pedindo que eles tenham força para reconstruir não só as casas, mas também os corações.   

"Estas são as coisas que mais me tocaram o coração, os dois testemunhos, e por isso quero fazer das suas as minhas palavras porque na situação de vocês o pior que se pode fazer, o pior, é fazer um sermão. No entanto, quero ouvir o que diz o coração de vocês e fazer isso, falar como vocês e fazer uma pequena reflexão sobre isso", disse Jorge Mario Bergoglio, sendo muito aplaudido pelos presentes.   

O líder católico reiterou que "está próximo" de todos os atingidos e destacou que, quando ouviu sobre o primeiro terremoto, no dia 24 de agosto, sentiu duas coisas: a primeira "que precisava ir lá" e "depois senti muita dor, muita dor e com essa dor fui celebrar a missa".   

"Obrigado por virem aqui hoje e em algumas audiências durante esses meses, por tudo que vocês fizeram para ajudar a construir e reconstruir os corações, as casas, a sociedade e também para reconstruir com o seu exemplo contra o egoísmo que está no nosso coração que não sofreu com isso. Obrigado", destacou.   

O Pontífice ainda pediu para que a dor desse momento não tire a capacidade de sonhar dos sobreviventes. "Reconstruir, recomeçar, recomeçar do zero, mas também recomeçar sem perder a capacidade de sonhar. Tenham a coragem de sonhar uma vez mais", disse ainda.   

Voltando ao discurso dos sobreviventes, o Papa pegou uma parte da fala de dom Luciano, que destacou "estar orgulhoso de sua gente", para dizer que "também eu estou orgulhoso dos meus párocos, que não deixaram a terra porque é bom ter pastores que, ao verem um lobo, não fogem". O líder católico ainda aproveitou o momento para agradecer a todos que ajudaram e ajudam na reconstruções, seja por parte do governo ou por voluntários.   

Francisco sempre se mostrou muito próximo às vítimas e aos sobreviventes da série de terremotos que atingiram a região central da Itália. Apesar de todos terem causado grandes danos às estruturas das pequenas cidades italianas, quase todas devastadas, aquele do dia 24 de agosto causou a totalidade das mortes. Foram 299 vítimas fatais entre as comunas de Amatrice, Accumoli e Arquata del Tronto.   

No dia 5 de outubro, Bergoglio fez uma visita surpresa à região, encontrando com sobreviventes e equipes de socorristas que atuam em Amatrice e Accumoli.
 
< Anterior   Próximo >
Copyright © 2010 Catolicismo Romano | Powered by UNOPress