Santuario D’ Oropa – Biella – Italia
Chiesa Cattolica Italiana
Provincia di Roma
Associação Madre Cabrini
Catolicismo Romano
Provincia di Biella
Papa Francisco receberá presidente dos EUA Donald Trump no Vaticano no fim do mês PDF Imprimir E-mail
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reunirá com o papa Francisco no fim do mês de maio, quando irá para a Itália para participar da reunião de cúpula do G7, confirmou o próprio presidente.

Segundo a Santa Sé, o encontro ocorrerá no dia 24 de maio, às 8h30 (hora local), no Palácio Apostólico.

O evento com líderes mundiais em Taormina, que ocorre entre os dias 26 e 27, faz parte da primeira viagem internacional do republicano, que ainda tem um encontro com os chefes de Governo e Estado dos países-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) em Bruxelas na agenda do dia 25. O encontro entre o Pontífice e o norte-americano teve uma série de idas e vindas. Em abril, uma apuração mostrou que não havia na agenda um espaço para uma reunião com Francisco, fato que quebraria uma tradição. Desde o presidente Franklin D. Roosevelt (1933-1945), um mandatário norte-americano quando vai para a Itália pela primeira vez, tem como compromisso um encontro com o chefe da Igreja Católica. Roosevelt não foi ao Vaticano por conta da Segunda Guerra Mundial e das oposições opostas no conflito de Itália e EUA.

Pouco tempo depois, o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, informou que Washington estava tentando entrar em contato com o Vaticano para marcar uma audiência privada entre os dois líderes e que isso "seria, certamente, uma honra".

Durante um encontro com o primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, no dia 20 de abril, Trump deu a entender que iria se encontrar com Jorge Mario Bergoglio, dizendo que "não via a hora" de se reuniu com o sucessor de Bento XVI.

Apesar de nunca ter mencionado o nome do presidente norte-americano, o Papa deu diversas declarações pessoais ou por notas do Vaticano, criticando a "construção de muros" entre as nações e pedindo uma política de portas-abertas das nações com os imigrantes. Por sua vez, o republicano alternou momentos de críticas a Francisco, a quem chamou de "sujeito altamente politizado", com elogios ao líder da Igreja. De fato, os dois têm posturas claramente opostas em suas maneiras de verem o mundo e os principais desafios da atualidade.

Além do giro na Europa, Trump ainda visitará Israel e Arábia Saudita - dois dos principais parceiros dos Estados Unidos no Oriente Médio.
 
< Anterior   Próximo >
Copyright © 2010 Catolicismo Romano | Powered by UNOPress