Artigos/Curiosidades

A história do franciscano de 99 anos que conheceu seis santos pessoalmente

Paramentos Litúrgicos

Frei Giuseppe Ungaro, franciscano italiano de 99 anos, recebeu em 2018 o Selo da Cidade de Pádua como reconhecimento pela dedicação da sua vida ao bem do próximo.

Ao longo das suas 9 décadas e 9 anos de passagem por este mundo, o frei Giuseppe conheceu pessoalmente nada menos que 6 santos:

  • Os Papas São João XXIII, São Paulo VI e São João Paulo II, que visitaram em Pádua a Basílica de Santo Antônio, da qual o frei Giuseppe foi decano durante 47 anos;
  • São Leopoldo Mandic: o santo capuchinho de origem croata é descrito pelo frei Giuseppe como “um homem de grande humildade, sensibilidade aos outros e grande sabedoria”;
  • São Maximiliano Kolbe: o mártir do nazismo alemão, assassinado no campo de concentração de Auschwitz, também era franciscano, o que permitiu que o frei Giuseppe o encontrasse em diversas oportunidades;
  • São Padre Pio de Pietrelcina: o frade conheceu o santo capuchinho durante a Segunda Guerra Mundial, quando era pároco em Sabaudia, na Itália Central.

    E o próprio frei Giuseppe, será que não era santo também?

Certamente ele se esforçava de maneira impactante: o franciscano de 99 anos continuava se levantando às 3:30 da manhã para rezar e adorar o Santíssimo Sacramento; depois celebrava a Santa Missa e, na sequência, visitava famílias necessitadas de ajuda e amparo espiritual e humano.

O gentil e fervoroso frade franciscano partiu desta vida em 22 de maio deste ano de 2019 – cinco dias antes de completar seu centenário de vida. No entanto, segundo seu irmão de comunidade em Pádua, o frei Mario Conte, o próprio frei Giuseppe Ungaro declarava que “já tinha 100 anos” porque fazia questão de contar os 9 meses vividos no ventre materno.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar